MuSA

Multimídia, Sistemas e Arte

Ciclo Hack

out 13th 2011 | Oficinas e Palestras

Imagem1

Em Julho deste ano participamos, através do convite do amigo Giuliano Obici e organização do SESC Pompéia, do Ciclo Hack. Escrevendo agora estas linhas, parece que foi ontem.

O ciclo conseguiu reunir — e, ouso dizer, que pela primeira vez — coletivos e representantes de hacklabs e hackerspaces, nômades e localizados, de todos os cantos do país. Tivemos a oportunidade de conhecer e reencontrar amigos do LaboCa, Orquestra Organismo, AV Lab, Coletivo Coletores, HackLab Leste, Gambiologia e Garoa Hacker Clube.

Participamos com o Laboratório de Computação Criativa, dessa vez apresentando o ambiente Scratch, uma linguagem de programação sem código, onde as pessoas que nunca programaram antes podem mover blocos como se fossem peças de montar e irem aos poucos construindo seus programas. Contação de histórias com ferramenta digital. Ficamos muito satisfeitos ao ver o pessoal criando seus primeiros programas depois de alguns minutos de introdução ao ambiente. Ligamos Scratch ao Arduino também, para fugir um pouco das abstrações e deixar os participantes manipularem não só o digital, mas o real, o físico. Durante o bate-papo, ficou a ideia de desenvolver uma versão hacked de Scratch, com foco no seu uso para experimentações artísticas em áudio e vídeo.

As demais oficinas foram incríveis. Tivemos a oportunidade de participar de uma desmistificação de Processing por Jeraman e Jarbas Jacomé. Como ambas oficinas foram em paralelo, demos algumas espiadas na oficina do pessoal do Projeto Gambiologia, que têm uma proposta estética para o reaproveitamento de sucata. Vieram cobrir uma lacuna que estava faltando, e muito. Tivemos a oportunidade de apresentar nossa oficina em paralelo com a de Glerm. Foi ótimo, conseguimos ao mesmo tempo alinhar as conversas e assistir/participar da releitura de Glerm das noções de computabilidade.

As conversas foram ótimas. O local SESC-pompéico é um ambiente incrível, que lembra os galpões dos laboratórios de mídia da vida. Espaço propício para a criatividade e exploração. Em cada corredor experimentávamos alguma forma de instalação ou experimentação.

A todos que estiveram envolvido na organização do ciclo nosso sincero muito obrigado! Aos coletivos e amigos novos que fizemos, força! Estamos todos juntos! Que esse seja um ciclo sem fim, um loop infinito.

Mais informações e fotos do evento na página do Giuliano.


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe seu comentário